7 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A FEBRE AMARELA

616

Atualmente, muito se fala sobre a febre amarela. Durante muito tempo não foram registradas mortes pela doença nem mesmo em animais, no entanto, é algo que vem acontecendo com certa frequência indesejada. Trata-se de uma doença infecciosa transmitida por mosquitos e que pode sim ser fatal!

Normalmente não costuma durar mais do que 12 dias quando se desencadeia em intensidade mais leve. Em alguns casos, os sintomas podem até mesmo passar despercebidos. Entretanto, o mais preocupante é quando eles são confundidos. Por apresentar traços característicos de outras doenças, pode ser que a pessoa doente não procure imediatamente por um médico, o que pode agravar o quadro. Ainda existem muitas dúvidas a respeito e foi pensando nisso, que nós aqui da Fatos Desconhecidos resolvemos esclarecer algumas delas. Confere aí!

1 – Afinal, existe mais de um tipo de febre amarela?

Muita gente tem dúvida quanto a isso, mas a resposta é sim! Existem dois tipos, a febre amarela silvestre e a urbana, mas vale lembrar que ambas são a mesma coisa. Neste caso, apenas o transmissor é diferente. Enquanto a silvestre é transmitida principalmente pelos mosquitos do gênero Haemagogus janthinomys, a urbana é transmitida pelo Aedes aegypti, que também pode ser responsável pela transmissão da dengue, chikungunya e zika vírus.

2 – Não é contagiosa

Muitos se enganam ao acreditar que a febre amarela pode ser contagiosa… Não é assim que acontece! A doença pode ser transmitida apenas por meio da picada de um mosquito infectado. Assim que um deles pica um macaco ou humano infectado, passa a ser portador do vírus e transmiti-lo para outros indivíduos.

3 – Macacos não transmitem a doença

Anteriormente dissemos que a doença pode ser transmitida apenas pela picada do mosquito, portanto, cuidado! Os macacos não são nossos inimigos! Na verdade, são tão vítimas quanto nós! Mesmo que estejam infectados, não são capazes de transmitir a doença para um humano ou outro animal. De acordo com Renato Alves, gerente de vigilância das Doenças de Transmissão Vetorial, do Ministério da Saúde: “Eles servem como anjos da guarda, como sentinelas da ocorrência da Febre Amarela […] É importante que a gente mantenha esses animais sadios e dentro do seu ambiente natural, porque a detecção da morte de um macaco, que potencialmente está doente de Febre Amarela, pode nos dar tempo para adotar medidas de controle para evitar doença em seres humanos“. Fica o alerta: nunca mate um macaco!

4 – Sintomas

Após ser picado pela fêmea do mosquito infectado, a doença pode demorar até seis dias para dar sinal. Os sintomas podem ser diferentes de pessoa para pessoa, dependendo também da gravidade. Porém, normalmente alguém infectado começa a sentir calafrios súbitos, intensas dores de cabeça, dores nas costas e corpo de forma geral, vômitos, náuseas, fraqueza e fadiga. Nos casos mais graves ainda há o surgimento de febre alta, e a coloração amarelada da pele e branco dos olhos. Apenas para que você tenha ideia, cerca de 20 a 50% daqueles que contraem a doença em sua forma mais grave, morrem.

5 – Tratamento

Infelizmente, não existe um tratamento para a febre amarela em si… Apenas os sintomas é que são tratados. Dessa forma, é comum que os médicos indiquem analgésicos e antitérmicos, para que a pessoa não desenvolva os sintomas de forma tão agressiva. Lembre-se: somente um profissional da área pode indicar corretamente o que uma pessoa doente deverá tomar! No mais, a melhora ou piora do quadro depende apenas de como reagirá o sistema imunológico da pessoa.

6 – Formas de evitar a doença

Uma forma extremamente eficaz de evitar o contágio é por meio da vacinação. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (ONU), é possível que até 99% dos vacinados se tornem imunes à doença. Ela existe desde o ano de 1937, feita com o vírus atenuado. Algumas pessoas podem desenvolver reações após tomar a dose, inclusive, desenvolver algo semelhante à própria doença. No entanto, são casos pontuais e muito raros. De forma geral, a vacina é segura.

7 – Outros países com casos de febre amarela

Para que você tenha noção, 90% de todos os casos registrados no mundo ocorrem no continente africano, que por sinal, também é o local onde a doença nasceu. Existem cerca de 47 países onde a febre amarela é considerada endêmica. Também pode ser encontrada nas Américas Central e do Sul e de acordo com a própria OMS, cerca de 60 mil mortes acontecem anualmente em todo o mundo. No entanto, o número pode ser ainda maior, visto que a febre amarela pode, por vezes, ser confundida com outras doenças.

 

COMPARTILHAR