Após comerem carne envenenada padre e sua mãe são internados

617

Nesta segunda-feira (29), a Polícia Civil abriu inquérito para esclarecer uma intoxicação alimentar dupla causada por veneno de rato, também conhecido como chumbinho,  que ocorreu contra o padre Paulo de Oliveira Costa, de 41 anos, e sua mãe, de 81, no sábado passado em Crisólia, distrito de Ouro Fino, no Sul de Minas Gerais, a 460 quilômetros de Belo Horizonte.

Quando a irmã do padre entrou em casa, se deparou com ele e sua mãe passando muito mal, percebeu que os felinos da família também estavam estranhos e com salivação excessiva. A suspeita é que o veneno estava misturado na carne moída que almoçaram no sábado, os dois gatos também teriam consumido o alimento. Então ele rapidamente anunciou o socorro.

A  perícia esteve nesta segunda-feira (29) na casa da idosa, onde as vítimas consumiram o alimento com veneno para matar rato. A polícia irá investigar se a intoxicação foi um acidente ou tentativa de homicídio.

Sem previsão de alta, seguem internados o padre e sua mãe no hospital da região, não correm risco de vida.

COMPARTILHAR