Sepultura múltipla de 2.400 anos é descoberta no México

623

Nesta segunda-feira (29), o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH), informou que foram encontrados por um grupo de arqueólogos no sul da Cidade do México. Vestígios ósseos de uma dezena de pessoas que foram enterradas há 2.400 anos.

Em um comunicado os arqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) declaram que o descoberto do enterro múltiplo foi em uma fossa com dois metros de diâmetro. E observa-se que os restos dos 10 indivíduos devem ter sido enterrados em um mesmo momento.

Em seguida relatam que foram encontrados dez esqueletos, dois femininos e um masculino. No total oito correspondem a adultos, um a um menor de 3 a 5 anos e outro a um bebê de meses. E que os mesmos continuam sendo analisados.

Esta descoberta constitui o maior enterro localizado no setor sul da capital mexicana, onde atualmente fica a Universidade Pontifícia do México.

COMPARTILHAR